Mais uma prova de que o PES e seus capangas sabiam o que estava acontecendo e nada fizeram pra impedir.

71f3f59022422208ed72f95e36f0dcb7

Essa oubra esta so colhendo os frutos que plantaram!

DIREITO CIVIL – Obrigações – Espécies de Títulos de Crédito – Duplicata

Partes do Processo

Requerente

MAIS TOUR AGENCIA DE VIAGENS E TURISMO LTDA

Requerido

IGREJA CRISTA MARANATA
MAANAIM DO ESPIRITO SANTO

Lembram dessa Empresa?  Ela foi arrolada nas denuncias como uma das Empresas que forneceram Notas frias ao PES.

Mas já ouviram aquela frase comprou mas não levou? pois isso ai, foi desse jeito.

Agora esto movendo um processo contra o pedacinho do céu do papa, o manaaim.

Então como uma forma, digamos, de se vingar, a Mais Tour entrou com um processo contra o PES, reivindicando receber os valores referentes as notas frias.
Mais uma vez o PES tomou ferro.

No depoimento o Antonio Kaká admitiu que as notas eram frias. E isso deixou o juiz meio, perturbado…..
Veja o que ele disse no seu parecer:

Por fim, a suposta declaração (fl. 133) prestada pelo Sr. Antonio Carlos de Oliveira, representante legal da empresa requerente, no sentido de que seriam as notas fiscais frias, produzidas a fim de “mascarar” atividades ilícitas, não possui qualquer força probante.

Cuida-se de mero indício de prova, incapaz de comprovar qualquer fato ali declarado. Explico. Em primeiro lugar, aparenta curioso o fato de que, tratando-se de confissão de prática de ilícito penal, não tenha a instituição vítima (como pretende levar a crer) adotado qualquer providência criminal desde aquela data (2011), não havendo nos autos qualquer documento que ateste ter a Igreja buscado a devida proteção jurídica, seja com cópia de inquérito policial ou da correspondente ação penal. Não bastasse isso, independente de as declarações ali aferidas retratarem ou não a realidade, o Código de Processo Civil é claro ao dispor, no parágrafo único do art. 368, que a assinatura apostada naquele documento (a propósito, sem reconhecimento de firma) poderia provar a própria declaração, mas nunca o fato declarado.

No mais, vejo que o documento de fl. 133 se trata de cópia, desacompanhada do original, em que pese parecer que a Igreja tenha seu porte, já que a folha leva seu timbre e a suposta declaração teria ocorrido dentro de suas dependências físicas e perante sua comissão administrativa.”

Mais uma prova de que o PES e seus capangas sabiam o que estava acontecendo e nada fizeram pra impedir.

One thought on “Mais uma prova de que o PES e seus capangas sabiam o que estava acontecendo e nada fizeram pra impedir.

  1. Fred says:

    Cavaleira, essa merece ir pro quadro “SACO DE RISADAS DA OUBRA”.

    o ilustre “adévogado” Gustavo Varela tem uma coluna no jornal METRO. E no jornal de hoje, veja sobre o que o hipocrita falou. “”Pilantrômetro””……casou certinho com as picaretagens da quadrilha do PES……

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s