CARTA DO PAPA DA OBRA PARA O GRUPO DE LOUVOR

CARTA DO PASTOR GEDELTI PARA O GL  em 01 de março de 2011
Irmãos, A Paz do Senhor Jesus!
Nesse último domingo (20.02.2011), o Grupo de Louvor do Maanaim de Domingos Martins recebeu uma correspondência da parte do Pastor Gedelti (que segue abaixo), para que fosse lida e logo após o seminário teriam uma reunião com o mesmo. O conteúdo da carta foi bem claro, ou seja, a respeito do louvor da Igreja Fiel. No referido documento temos o embasamento daquilo que é o verdadeiro louvor e algumas citações de erros cometidos em doutrinas de práticas que não levam a um verdadeiro louvor ao Senhor. Foram citados alguns hinos que devem sair do repertório dos Grupos de Louvor das igrejas. Lembramos aos irmãos que os louvores que estão sendo cantados no Maanaim são louvores que devem ser cantados nas igrejas, por isso há uma necessidade da integração dos Grupos de Louvor em relação aos Grupos de cada Pólo, Área e Região, para que nenhuma igreja fique no prejuízo por práticas erradas daqueles que estão responsáveis pelos seus grupos. É de suma importância que os irmãos observem todo o texto dos louvores e da correspondência, em caráter de urgência. Um aperfeiçoamento está para vir da parte do PES em relação ao louvor e precisamos já estar preparados para isso. A carta foi reeditada pelo Pr. Gedelti porque foi uma irmã quem a escreveu e encaminhou ao PES, tendo o Pastor Gedelti a lido, retificado e retirado algumas partes que não eram úteis, aproveitando o que realmente é do interesse dos grupos de louvor. Qualquer dúvida em relação à carta que foi enviada pelo Pr. Gedelti devem contactar com o PES, ou em relação aos louvores que podem ser cantados nos Grupos de Louvor, entrar em contato com a Central de Louvor – PES. Obs.: há louvores que não são cantados no Maanaim, porém foram revelados em Pólos locais, os quais devem contar com a ciência e aprovação dos ministérios, que deverão ter o cuidado em saber se são da parte do Senhor. Salvos esses louvores, os demais devem ser retirados do repertório da igreja.
Favor encaminhar aos demais contatos de Grupos de Louvor. Segue abaixo a referida Carta na íntegra.
O LOUVOR DA IGREJA FIEL
Os cuidados com o Louvor Nos dias atuais temos visto a decadência da música nas igrejas evangélicas. A música gospel tem distorcido o que é realmente a adoração a Deus,gerando uma mistura com tudo o que há da música secular,usando todos os modismos,trejeitos e ritmos. O mercado gospel é um mercado muito lucrativo e quanto mais adequado à “realidade” mais comerciável se torna. Cantores gospel,que muitas vezes nem convertidos são,entram para o mercado evangélico somente por se tratar de um mercado altamente lucrativo,em grande ascensão,principalmente no Brasil,onde o número de evangélicos tem se multiplicado. Podemos classificar a música gospel brasileira atual em algumas vertentes: 1º. A música gospel neo-petencostal, cuja ênfase são os ritmos baianos e sertanejos; 2º. A música gospel inspirada na música americana,onde entra o ” Soul”,a “Black music”,o “rock” e o “heavy metal”. 3º. Finalmente,a música gospel romântica.
1º. MÚSICA GOSPEL NEOPETENCOSTAL Na música gospel pentecostal a enfase é o homem,onde Deus tudo fará para resolver os seus problemas,sejam financeiros,de saúde,sentimentais ou afetivos. Sendo assim,não é o homem que serve a Deus e sim Deus que está ao nosso dispor para nos servir.O homem agora é quem dá as ordens a Deus.Para exemplificar citaremos um trecho de uma música de uma cantora: “Vou Te alegrar com o meu louvor,Eu quero Te tocar com o meu amor,Poder Te abraçar,sentir Teu pulsar,Teu coração bater ao meu”. Nesta letra,o antropomorfismo fica evidente quando o homem é quem vai alegrar a Deus com o louvor da razão religiosa e abraçar e sentir o coração de Deus pulsar junto ao coração do artista.Aqui Deus é,para o artista,uma figura depressiva,triste e que precisa do homem para tirá-lo da depressão.É mais uma declaração exterior do propósito do autor.
Ou com outros cantores ou artistas evangélicos cantam em uma de suas músicas: “Ele vai te exaltar entre os teus irmãos;Hoje Ele entrega autoridade em tuas mãos;Se te prenderam te prepares para governar;Pois a promessa é de Deus e Ele cumprirá.” No caso,o artista se exacerba no direito de dizer o que deus vai fazer e vincula Deus a uma situação de constrangimento de ter que cumprir tal promessa que na música não está nem definida.
Erros doutrinários Este é apenas um pequeno exemplo,sem contar os grandes erros bíblicos que encontramos,citando aqui a letra de um quarteto gospel que diz: ” O céu é aqui e onde deus estiver o céu será ali.” Sem levar em conta a grande quantidade de hinos que são verdadeiros “axés gospels” onde todos proclamam que são louvores de “fogo puro”,estimulo para sair dançando um forró.Nestas letras é dada grande ênfase ao inimigo,à libertação,à cura. Nessa turma estão cantoras e cantores “famosos.” 2º. MÚSICA GOSPEL INSPIRADA NA MUSICA AMERICANA Na outra vertente inspirada na música americana como o “soul”,cantores brasileiros cantam com a voz de imitação americanizada,e para exemplificar:Aleluia eles pronunciam “Haleluia”:Tu és fiel é cantado “Thu és fiel”.Eles tentam imitar os cantores negros americanos,que cantam os chamados “Negros espíritos”,corrente tenta imitar a voz das cantoras de jazz famosas por terem uma voz rouca e sexy.Algumas pessoas até apelidaram de “gospel erótico”,que se canta quase gemendo e com sussurros. Outras imitações representadas por “rockeiros”,”heavy metals e até “funkeiros de Cristo”,que não gostam de axé,nem de música baiana,eles entram pelos ritmos já citados anteriormente.Cantam tatuados,com roupas esgrenhadas,imitando as grandes bandas tocadase estimuladas no ritmo das formações dependentes que existem na música secular,prestando a sua humildade contribuição ao seu “senhor”. 3º.O GOSPEL ROMANTICO No gospel romântico você não entende se fala do Deus (de carne) ou de um homem lindo,alto,onde os sentimentos carnais humanos são valorizados e a música é toda embalada por uma onda de paixão e romantismo,quando o homem é colocado no centro da canção e Deus fica em terceiro ou quarto plano,se possível. Fizemos um pequeno relato do que tem acontecido na chamada musica “gospel” brasileira. Há tempos tenho me sentido incomodada com alguns louvores que tem sido cantados em certos meios,mas n’ao me preocupava,pois via que pareciam tratar de casos isolados cantados em algumas igrejas. No ano de 2009 a Obra do Espirito Santo foi marcada por uma mensagem maravilhosa sobre “A mescla”,sobre o cuidado de n’ao se misturar o santo com o profano. Os hinos “badalados”,que fazem sucesso nas rádios,com letras românticas,ou hinos de “fogo puro” como “500 graus de puro poder”,”igreja poderosa”,”chora e ora”,”A colheita”,Homem de Branco”,e outros deveriam ser evitados no “Louvor da Igreja Fiel”,assunto que tem sido ministrado em certas ocasiões. Não temos interesse na “nova fase”,de agora é “fogo”,de avivamento da carne,apelidada de pentecostal por cantores artistas gospel.”Homem de branco” enfatizando um homem de branco que está passando no meio da igreja,levando a diversas interpretações,como um médico,um espírito,um ser do alem,algo místico e confuso. Para exemplificar há um hino chamado “Deus tudo pode fazer”,um hino que enaltece o tempo todo o homem e deixa claro que Deus vai fazer tudo para nós,pois ele “está praticamente ao nosso dispor,pois ele precisa de nós”,hino que produz um vazio na alma e ao ouvi-lo discerni que não deve ser cantado.Como poderia cantar algo tão vazio,se temos uma riqueza tão grande em louvores inspirados e revelados em hinos chamados de “tradicionais”,que falam da eternidade,da volta de Jesus,do calvário e da salvação. Fazemos parte de uma obra única e o que temos vivido é incomparável.A sua mensagem e doutrina tem maravilhado a todos que tem vivenciado o que o Espirito santo está realizando em nossos dias. Quando vou ao Maanaim e vejo a sua organização,bem como a estrutura da igreja,as videoconferências,me maravilho,mais anda fica uma lacuna sem a coesão no louvor cantado em algumas igrejas. Em nossas reuniões deveríamos cantar somenter louvores de nossa coletânea e certos hinos que marcaram época na historia do evangelho,hinos que condizem com nossa doutrina e cultura.Com a globalização tudo o que se faz entra na internet e devemos preservar a obra de comentários indevidos,fugindo da mescla,evitando certas letras e ritmos que são oriundos de dons naturais sem inspiração,apenas atos declaratórios exteriores. Um assunto que muito me entristece é a forma do chamado “ensaio de adoração”.Nos ensaios,afirmam,não se pode corrigir nada,pois o ensaio é uma adoração,então não se pode parar para corrigir coisas como afinação,ritmo,técnica de canto,ou melodias erradas.Nada deve ser corrigido.”É a nova dinâmica de ensaio”.Cada irmão deve ensaiar em casa sozinho,na frente do computador,pois a responsabilidade é pessoal,ensina este “novo método”(tolice). Uma orquestra filarmônica é formada somente por músicos formados e altamente capazes e mesmo assim ensaiam todos os dias em conjunto,e mesmo ensaiando,muitas vezes as apresentações tem falhas. O que se dirá de pessoas que não tem um grande conhecimento musical e precisam ser ensinadas? Devemos ensinar o nosso povo,ainda que estudem(no mínimo a afinar os instrumentos).A maioria de nossos irmãos são carentes e jamais poderá pagar uma aula de musica,e ainda que fossemos todos músicos, teríamos que ensaiar,pois na musica existem elementos que precisam ser ensinados e nivelados em conjunto.Sem contar que alguns “solistas” querem cantar de forma romântica,sussurrada e gemida.Precisam de ensino e correção. Não consigo participar de certas reuniões,pois fico chocada com as disparidades que ouço.Não falo da parte espiritual,que é uma benção e sim da parte musical,pois algumas sem qualquer embasamento teórico,técnico,muitas vezes beirando o ridículo.Isso pode expor nossas igrejas perante alguns,levando certas “novidades”para outras pessoas,uma exposição desnecessária. Já pude observar em trabalhos realizados em algumas igrejas,por irmãos que fazem um trabalho tanto técnico quanto espiritual, que o resultado é excelente,correndo uma melhora significativa em nossos grupos,e isto independente de condição social ou quantidade de pessoas.Nosso povo deve ser ensinado e ao aliarmos o conhecimento ao milagre que Deus realiza,confesso que me surpreendo com o que Deus tem feito.Enquanto um grupo secular demoraria anos para chegar a cantar bem,em apenas meses vemos o milagre do aprendizado,lógico que aliado ao ensino:Podemos aliar os dois?O espiritual e o técnico? Temos podido notar com muitos irmãos que estudam musica de forma seria e são servos de Deus,alguns na Faculdade de Musica,se profissionalizando. Não basta tocar três notas no Espírito e achar que é o suficiente para a operação do Espírito Santo,afirmando que Davi tocava muito bem e nem professor teve,ao ponto de desprezar a técnica e o aperfeiçoamento. Seria bom que as igrejas buscassem cantar louvores revelados que refletem toda a expressão da alma remida,para a Glória do nosso Deus.
A Paz do Senhor!
 
  •  

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s