A única coisa que pedimos é que orem muito, para que o Senhor livre a todos.

O AMALDIÇOADOR E O ABENÇOADOR

A escolha é sua!

 

Quem teve a coragem de se desvincular da ‘oubra filha única’ entende muito bem o título deste artigo. 

Quando qualquer pessoa que é membro (não importa a graduação) da ‘oubra’ toma a sensata decisão de desligar-se da mesma passa a sofrer o mais profundo assédio moral. 

Não se referem a tal pessoa mais pelo nome, ou mesmo como irmão. Eles agora são “caídos”, “não entendedores da oubra”, “estavam no nosso meio , mas não eram dos nossos”. 

Tudo o que foi feito por tais deve ser esquecido, pois na ‘oubra’ o homem não aparece (que sorte em Gedelti?) 

Mas isto é pouco. Isto faz parte do assédio moral. Sim, chamar alguém de caído, apenas por ter se desligado de determinada denominação é ASSÉDIO MORAL. 

Explicando o assédio moral: Conduta abusiva, de natureza psicológica, que atenta contra a dignidade psíquica, de forma repetitiva e prolongada e que expõe a pessoa a situações humilhantes e constrangedoras, capazes de causar ofensa à dignidade ou à integridade psíquica, e que tenha por efeito excluir a posição da pessoa no ambiente que ele integra ou integrou

Ora, ao imputar a qualquer pessoa que tenha saído da denominação maranata de caído, deixando nas entrelinhas que não se deve falar com o mesmo e, em casos extremos, recomenda-se, até mesmo, que mudem de calçada se virem um “caído”, cria-se uma situação de rejeição, de constrangimento, que visa, exatamente, a exclusão desta pessoa do ambiente que ele integrou. 

Há casos extremos, em que o assédio é levado para dentro dos ambientes familiares, onde parentes deixam de falar com aqueles que se desligaram da agremiação religiosa. 

Mas os danos causados são ainda maiores e, muitas vezes, alcançam pessoas que se deixam influenciar. 

É comum, em locais onde pastores se desligam, promoverem “reuniões espirituais” onde a profusão de falsos dons é imensa e sempre no mesmo sentido: morte aos caídos, carro virando com os caídos, doenças terminais com os caídos, avião caindo com os caídos. 

Evidente que os retirantes, em sua grande maioria, não se abalam com tais aberrações. Primeiro, porque sabem que “a fantástica fábrica de dãos” é comum de segmentos heréticos; segundo, porque, como diz um amigo, praga de urubu magro, não pega em boi gordo.

Mas é certo, acima de qualquer coisa, que os retirantes não se preocupam, porque ao se desligarem na casinha de tijolinhos vermelhos, eles passam a ler e conhecer a Bíblia, e ao assim proceder, tomam conhecimento de situações bastante interessantes. 

Por exemplo: no Livro de Provérbios, em seu capítulo 18, versículos 20 e 21 é uma orientação por demais interessante. Diz a Palavra de Deus: 

Do fruto da boca de cada um se fartará o seu ventre; dos renovos dos seus lábios ficará satisfeito.

A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto.”

Um outro exemplo que é por demais apropriado, está em Deuteronômio 18:10 a 12, e diz assim: 

Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;

Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti.”

Para ajudar no entendimento: 

Prognosticador é: Aquele que prediz de como algo irá ocorrer. Aquele que prevê o que vai suceder.

Agoureiro é: Aquele que profetiza calamidades, Indivíduo que prediz males de desgraças. 

O homem é a consequência dos seus atos, mas é necessário que aqueles que ouvem tais aberrações repreendam tal situação, porque silenciar, ou mesmo concordar com tais maldições, traz efeitos perigosos. 

Não devemos esquecer a Palavra de Deus, que diz em Gênesis 12:3: 

E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.”

Observem: serão benditas TODAS AS FAMÍLIAS DA TERRA, não algumas famílias, nem apenas as famílias dos que permanecerem na ‘oubra maravilhosa’. 

Claro que nada disso, e pelas razões expostas, assusta os que saem, mas conclamo todos à orarem pelos que ficam. 

Muito nos preocupa que nossos queridos irmãos que permanecem sejam levados a terem tal pensamento, idêntico ao do líder da associação religiosa, por conta das repetições de tais ideias. 

Muitos podem perguntar: mas será que isto acontece? 

Não temos como afirmar que sim, nem que não, mas chegou ao nosso conhecimento uma série de eventos que preocupam enormemente e, por tal razão pedimos a todos que tomarem conhecimento deste artigo, que OREM, OREM INCESSANTEMENTE suplicando ao Senhor que livre de todo o mal os membros da maranata. 

Alinhamos, em seguida, diversas e recentíssimas situações que alcançaram membros da referida instituição: 

1-      O genro de um pastor, também membro da ICM, morreu vítima de um acidente automobilístico;

2-      Um obreiro ao sair da igreja, foi abordado por marginais, levou um tiro e encontra-se hospitalizado;

3-      Um diácono sofreu um acidente de carro, capotando o veículo, quase perdendo a vida;

4-      Um pastor sofreu grave acidente de moto, atingindo a sua mão, e, por pouco, não perdeu os dedos;

5-      O filho de um diácono foi assassinado, levando três tiros.

 6- Cunhado da Sara Gueiros foi atropelado e morto lá em Vitória por um carro desgovernado.

7- Um irmão foi atropelado indo para a igreja num domingo de manha.

Não citamos aqui nomes nem locais onde tais eventos ocorreram, pois não nos interessa expor a vida de ninguém. 

Tampouco estamos dizendo que isto é em consequência das maldições derramadas contra os que saíram. 

A única coisa que pedimos é que orem muito, para que o Senhor livre a todos. 

Não temos medos de maldições e nem do amaldiçoador. Estamos felizes e livres com o Abençoador, mas com o Senhor aprendemos, em 1ª João 4:20, que: 

“Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?” 

Deus abençoe a todos e livre de todo o mal!

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s