LIVRO DE ATOS DOS PASTORES

Este texto é baseado na vida de muitos “pastores da Obra”, uma novela reflexiva baseada em experiências que foram e são por demais comuns na vida de todos aqueles que exercem tal cargo/função.

Dado o erro ignorado e imperceptível, homens esses que, até de bom coração, acreditando que vivem uma verdade inexorável, foram corrompidos a viverem uma mentira, apartando-se do Evangelho do Reino.

Que o leitor possa se identificar como as particularidades de cada um desses homens, são, em plena verdade, um mal  bastante comum, e compreendam que o mal não está essencialmente em si mesmos, senão num sistema equivocadamente religioso.

Marcas do passado

Esse termo geralmente é usado pela seita “Obra” para rotular pessoas (membros) que tenham tido algum tipo de “problema” na sua vida pregressa.

Há uma série de “problemas” que podem estar inseridos nesse famigerado pacote “marcas do passado”, porém, com certeza um dos mais utilizados é o fato do indivíduo (homem ou mulher) já ter tido um filho antes do matrimônio.

Chegar na “Obra” trazendo um filho sem ser casado(a) (pai/mãe solteiro(a)) é uma “marca do passado” indelével, e será determinante para o futuro de tal membro em relação a sua “instrumentalidade” (ocupação de cargos e/ou funções) na “Obra”.

Outra “marca” bastante latente é a relativa ao divórcio.

Se tal indivíduo for divorciado não estará apto para ocupar determinados cargos no Sistema.

Ainda que venha galgar algumas funções, todavia não chegará à “ponta da pirâmide”, nem a nível local, nem regional, nem nacional ou internacional.

Não levam em consideração se tais ocorrências na vida dessas pessoas foram antes de um real encontro com Cristo, quando as mesmas ainda não tinham conhecimento do Evangelho, da Sã Doutrina, do conhecimento excelente de Cristo Jesus.

Diz-nos a Escritura que “Deus não leva em conta o tempo de ignorância do homem”, conforme At. 17:13, porém o ídolo “Obra” é um algoz implacável que ignora esse “PEQUENO DETALHE” que nem o próprio Deus ignora.

Não obstante julgar, esse ídolo através de seus adoradores condena aqueles que têm “marcas do passado”, a um status de “inativos” ou meros figurantes sem funções.

Os textos de II Co. 5:17 que diz que “…se alguém está em Cristo é nova criatura, as coisas velhas se passaram e tudo se fez novo.”, e de Heb 10:17-18 “E jamais me lembrarei de seus pecados e de suas iniquidades.

Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado”, são inválidos, na prática, por essa doutrina “marcas do passado”, pois subjetiva ser ineficaz o sacrifício de Cristo para PERDÃO dos pecados, e o ser uma NOVA CRIATURA, em Cristo Jesus.

Muitos que foram usados para propagar o Evangelho nas Escrituras, se avaliados pela óptica da “Obra” seriam considerados inaptos para atuarem naquele Sistema. Como exemplo, poderíamos citar aqui alguns, tais como Maria Madalena, a ex-endemoniada (e provavelmente ex-prostituta), Paulo, ou Saulo de Tarso, o perseguidor violento, comparsa dos extremistas que assassinaram o diácono cristão de nome Estevão. Zaqueu, o ex-fraudador e corrupto funcionário público.

Entre outros tantos, esses poucos mencionados aqui já são exemplo suficiente para termos uma idéia do que é um passado antes de um encontro com Cristo. Todos esses tiveram um “antes e depois”, e não foram privados do “depois” por causa do “antes”.

Só aí já temos uma diferença explícita do evangelho bíblico para a “doutrina da Obra”.

Se no evangelho cristão o ser uma nova criatura traz a marca do sangue do Senhor Jesus Cristo sobre um convertido, na ICM (“Obra”) as marcas do passado são mais relevantes e determinantes, conforme o exposto.

Porém, infantilizados, ainda justificam, mas a “Obra é dinâmica, ela muda… (por quê? onde tem isso?)

http://obramaranata.wordpress.com/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s